Menina de 4 anos é obrigada a assistir morte dos pais e depois é executada de forma cruel

Uma menina de 4 anos foi obrigada a assistir a morte dos pais e depois foi morta afogada em um lago na Crimeia, Rússia. A família estava desaparecida desde o dia 23 de fevereiro.

Os pais  Konstantin e Inna Larkov, de 35 e 32 anos, dirigiram cerca de 2 horas para chegar próximo de uma pequena aldeia em Geroevkoe, onde haviam negociado a compra de um carro. Ao chegarem no local combinado, o suspeito que seria o dono do carro a ser comprado, Warder Raven Samar, de 28 anos, sacou uma arma e pediu o dinheiro da família. Ao tentar reagir o pai levou 5 tiros no peito, e a mãe foi morta com um tiro na cabeça.

De acordo com as investigações, depois da execução, Samar e outro homem que não teve a identidade revelada, colocaram os cadáveres e a filha do casal no carro, e o afundaram em um lago próximo ao local do crime.

De acordo com informações do Daily Mail, Samar era segurança em uma penitenciária na cidade de Sebastopol e foi trabalhar depois dos assassinatos, levando a arma que executou o crime com ele.